Internacionalismo Proletário: A trajetória das Relações Internacionais do Partido Comunista Brasileiro (PCB)

Internacionalismo Proletário: A trajetória das Relações Internacionais do Partido Comunista Brasileiro (PCB)

 O presente trabalho trata do caráter internacionalista do movimento comunista dirigido pela Terceira Internacional (Komintern), da qual o PCB fez parte como seção brasileira. Partindo-se do pressuposto de que as relações não são sociopoliticamente neutras, inclusive as internacionais, adotamos o paradigma marxista para afirmar que o internacionalismo pode estar sob a lógica burguesa – como grande parte das produções acadêmicas – ou sob a lógica proletária – como é o caso deste artigo, contrapondo o nacionalismo e o internacionalismo, assim como os internacionalismos burguês e proletário.

Consulte  Felipe_Geopolitica_e_RI.pdf (179,2 kB).


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!